Para não ser injusto com Sérgio Reis, nosso vencedor do Grammy

sergio

Por Luiz Felipe Rocha

Venho aqui para não cometer uma injustiça. Não quero deixar passar despercebida a vitória de Sérgio Reis no Grammy Latino, realizado na semana passada, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Sim, sei que nós do Conceito Sertanejo já demos uma matéria sobre o assunto.

Diversos sites também abordaram, ainda que de forma tímida, a estatueta recebida pelo brasileiro. Mas sinto que a importância de tal prêmio merecia mais. Por isso, cá estou eu para dar minhas impressões sobre o feito atingido por Sérgio Reis, afinal, esta não foi a primeira vez que ele voltou do Grammy com um troféu.

Um é bom, dois é melhor, três é demais! E esta terceira estatueta recebida por Sérgio Reis tem um sabor ainda mais especial. Ele venceu a categoria “Melhor Álbum de Música Sertaneja”, com o disco “Questão de Tempo”, título emprestado da principal canção do projeto. Para quem não sabe, o CD foi marcante na carreira do cantor, que andava meio esquecido nos últimos anos. O dono desta voz única no meio sertanejo não gravava num estúdio havia dez anos. No fim de 2013, resolveu por fim a este hiato.

São 11 faixas que vale a pena ouvir. Pura música de raiz! E este trabalho foi devidamente reconhecido, desbancando concorrentes de peso, com os álbuns: “Do Tamanho Do Nosso Amor – Ao Vivo” de Chitãozinho & Xororó,”Multishow Ao Vivo – Um Ser Amor” de Paula Fernandes, “Bom De Dança Vol. 2″ de Rick & Renner, e “Viva Por Mim”, da dupla Victor & Leo. Muita gente costuma subestimar os prêmios como o Grammy Latino.

sergioreis3

 

Neste ano, por exemplo, o grupo “Falamansa” venceu a categoria de “Melhor Música de Raiz”, o que é contestável por muitos críticos (falo por mim pelo menos). Tudo pode ser ponto de vista. Opinião é algo complicado de se discutir. Mas o que não podemos, jamais, é por em dúvida a importância e contribuição que Sérgio Reis deu e continua dando à música sertaneja. Foi merecida a vitória dele em Las Vegas, assim como em 2000 e 2009? Há quem diga que sim, há quem diga que não. Mas Sérgio Reis é uma lenda viva do gênero mais popular do Brasil.

Uma referência para qualquer cantor que está começando hoje. E uma inspiração para todos nós apaixonados pela música sertaneja. Bom, falei demais. Aumente o som de seu computador para ouvir agora a música que dá nome a este belo álbum de Sérgio Reis.

 

 

LUIZ FELIPE ROCHA

Nascido em Campinas (SP), Luiz Felipe Rocha é jornalista, tem 25 anos e sempre foi apaixonado pela música sertaneja. Neste espaço, ele irá fazer uma análise dos principais assuntos do meio e opinar sobre os novos artistas que estão despontando no mercado.



Últimas notícias

  • Gusttavo Lima anuncia lançamento de música sobre reconciliação
  • João Paulo e André lançam a música "Mi mi mi"
  • Sertanejo vive onda das ‘músicas de celular’
  • Pedro Sanchez e Thiago lançam o videoclipe de “Nega Bruta”
  • ‘Pupila’ de Fernando Zor vê hit sobre recaída bater 10 milhões de views




  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *