Motorista de Cristiano Araújo é condenado por homicídio culposo

O motorista Ronaldo Miranda foi condenado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar — pelas mortes do cantor Cristiano Araújo, 29 anos, e de Allana Moraes, 19. O motorista dirigia o veiculo que levava o sertanejo e a namorada, após um show em Itumbiara-GO, quando saiu da pista e capotou na BR-153, em 2015.

Segundo a sentença, dada pela juíza Patrícia Machado Carrijo, Miranda deve cumprir de dois a quatro anos de detenção em regime aberto, com prestação de serviços à comunidade e pagamento de dez salários mínimos para uma entidade social a ser definida. Além disso, ele terá sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa por dois anos. Miranda também foi sentenciado a pagar 25.000 reais aos sucessores de cada uma das vítimas, como reparação de danos. Cabe recurso contra a decisão.

Na decisão, Carrijo afirma que a sentença é apropriada já que Miranda teve “conduta culposa”, e foi “negligente, imprudente e imperito”, resultando na perda de duas vidas. Mesmo parecer foi dado durante a investigação do caso, conduzida pelo delegado Fabiano Henrique Jacomelis. Segundo ele, Miranda foi negligente por dirigir acima do limite de velocidade permitido na pista e com rodas com danos, parecer que culminou no indiciamento do motorista.

“Nesse contexto, resta comprovada a autoria do tipo penal imputado ao acusado Ronaldo Miranda Ribeiro, pois tinha plena ciência sobre as condições precárias das rodas instaladas no veículo e do risco inerente da sua utilização no momento de sua condução”, diz a juíza.




Últimas notícias

  • Gusttavo Lima anuncia lançamento de música sobre reconciliação
  • João Paulo e André lançam a música "Mi mi mi"
  • Sertanejo vive onda das ‘músicas de celular’
  • Pedro Sanchez e Thiago lançam o videoclipe de “Nega Bruta”
  • ‘Pupila’ de Fernando Zor vê hit sobre recaída bater 10 milhões de views




  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *